terça-feira, 31 de agosto de 2010

Procurando uma capa...

Ando trocando o layout do blog compulsivamente... tá difícil encontrar algo com a minha cara... Oh indecisão!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Parece que ele disse...

Então que as mães dizem aos seus filhos: "Seja educado." "Seja gentil." "Diga obrigado(a)." Elas esperam que sejamos pessoas boas, que saibamos nos relacionar, que possamos seguir em frente de forma digna, correta, limpa...
Ok, mamá, mas quem disse que para sermos pessoas boas temos que aceitar tudo? Que para seguirmos em frente temos que deixar que pisem em nossas cabeças?
O que entendemos por vida digna e correta? Para mim, entre outras coisas, significa ter vontade de levantar da cama todas (ou quase toda, rsrs) as manhãs, ter gana de trabalhar, conseguir cuidar de mim mesma e ajudar a cuidar dos que amo... Muitas vezes isso fica difícil quando somos obrigados a conviver e tolerar pessoas que só fazem te deixar pra baixo, apontando suas fraquezas e nos desequilibrando...
O que posso fazer? Ficar parada, esperando que caia um piano na minha cabeça? I don't think so...
É nessas horas que entendo (finalmente entendo) sob certo aspecto o que Shakespeare quis dizer quando escreveu "preciso ser cruel para ser bom"...

Não se trata de uma crueldade "gratuita", que se baseia em uma necessidade de judiar, de vampirizar, de prejudicar a vida alheia... Me refiro à necessidade de romper uma certa passividade a qual nos acostumamos e nos convencemos tratar-se de "educação" ou "civilidade". Não espere de mim gentileza e docura como resposta ao cinismo e à falsidade. Atitudes medíocres merecem doses puras e cruéis de VeRDadE!!!!!!!!

domingo, 29 de agosto de 2010

sábado, 28 de agosto de 2010

Julieta ta ta...

Sou assumidamente admiradora da Julieta Venegas... essa semana me reencantei com a música "Me voy". Linda linda...


terça-feira, 24 de agosto de 2010

Só porque a Lu pediu

Oiii pessoas!

Acreditem se quiserem, mas a pessoa aqui  também se dedica a afazeres domésticos (pq é necessário :/ ). Às vezes, quase sempre, é necessário incorporar a Amélia e esquecer por alguns momentos que sou uma pseudofeminista, hehe... A grande maioria das coisas faço por obrigação, tipo, arrumar a cama, varrer, varrer, varrer, colocar a roupa na máquina, tirar a roupa do varal, jogar a roupa do varal e colocar em cima da cama e arrumar a cama de novo que ficou uma bagunça por causa das roupas que eu joguei em cima dela, tadinha...

Mas tem uuuuuuuuuma coisa que faço por prazer (na grande maioria das vezes), cozinhaaar \o/

Assim, não sou nenhuma Ofélia ou Ana Maria Braga... maaaas consigo bons resultados nas receitinhas simples. Adoro cozinhar pras pessoas que gosto.

Uma receita que faz sucesso, eu vivo divulgando e é impossível de errar é das panquecas que aprendi com minha mãe e que ela (espertalhuxa) aprendeu em um livrinho tudo de bom. E lá vai:

Para 24 panquecas pequenas...

  • 2 e 1/2 xícaras de farinha;
  • 1/2 colher (chá) de sal;
  • 2 ovos + 2 gemas (não me perguntem por que)
  • 2 colheres (chá) de azeite de oliva ou óleo;
  • 2 e 1/2 de leite
  • óleo para untar a frigideira
E agora o mais complexo:

Misture tudo no liquidificar, começando pelos ingredientes líquidos... Depois deixe descansando por, pelo menos, 30 minutos. Eu costumo deixar na geladeira... Mas tiro uns minutos antes de cozinhar para não dar aquele choque térmico na frigideira quente... Depois disso é só...


Depois tu coloca o recheio que preferir, quem sabe até um molhinho e queijo ralado por cima e "vualá"!!!!

Panquequitchas delicioooosas!!!
Não sei vcs, mas eu fiquei com foome, fica a dica!!
;-)

segunda-feira, 23 de agosto de 2010