terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Pior filme do ano

Semana pessada tive o prazer de assistir o pior filme do ano. Sério. Se alguém curte filmes bizarros pode se jogar nesse aqui: Skyline - A invasão. Começamos pelo nome. Quando eles batizaram com o nome de Skyline - A invasão, queriam dizer na verdade: nos assistam, por favor, somos melhores que Independence Day!!! Mas, acreditem, não são.

O filme mistura péssimas atuações (nível "Malhação" pra baixo...)...

39684606 Skyline A Invasão

Efeitos especiais bonzinhos (bem 'inhos')...

86195156 Skyline A Invasão

Caiu na rede novas imagens de Skyline - A Invasão

O mocinho é feeeio...

Divulgação/PlayArte

Também é recheado de cenas forçadas...
Tipo nesta cena aqui, que os "heróis" vão encarar os ETs do mal com uma arminha miserável...


Ou, ainda, quando o mocinho encara o ET na base do soco mesmo e acaba todo melecado com sangue alienígena (trash totaaal!). Olha como os aspirantes a atores ficaram sujinhos...

Caiu na rede novas imagens de Skyline - A Invasão

Isso sem contar quando a mocinha dá uma machadada no cérebro do ET... credo guria! Isso é o que eu chamaria de uma mente brilhante...



26784415 Skyline A Invasão

Destaque para o "Super Síndico" do prédio que serve de cenário para a história bizarra. Além de herói secundário, ainda se coloca como Don Juan de meia idade aaaand guru nas horas vagas. Só vendo o filme pra compreender a profundidade de suas palavras.

Caiu na rede novas imagens de Skyline - A Invasão

Muitos clichês, tipo mulheres estéricas berrando "Nós vamos morrer", o herói repete 49 vezes a frase "Essa é nossa única chance!", muitas cenas de corrida em câmera lenta. Mas o pior do filme foi acabar antes de revelar o porquê da invasão. Isso é, os ETS chegam, capturam as pessoas, retiram seus cérebros e...???????

O prêmio de pior filme do ano de 2010 vai para...
Tô me sentindo uma velhinha de 104 anos...


Alguma dica de rejuvenescimento???? :/

Aiii, acaba anooo!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

É Natal...

Até que emfim, é Natal. Não sou do tipo que enfeita a casa e se prepara para a noite de Natal. Na verdade, não curto muito esta época... Mas a questão é que, neste ano, ele até está me trazendo uma certa animação, digamos... Se o Natal está próximo, então... O final do ano está próximo!!!

Posso dizer seguramente que 2010 foi um dos anos mais complexos da minha vida. Tive que encarar desafios e dificuldades em várias esferas da minha jovem vidinha. O bom foi ver que sou capaz de suportar muitas coisas e perceber quem são meus amigos de fé.

Que chegue 2011, pooooor favor!



terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Pouca sorte???

O dia começou bem, tinha sol lá fora e tudo parecia tranquilo. Saí, fui pra aula. Devia ter dado mais atenção quando o meu chaveiro de pimentas anti-urucubaca se espatifou no chão assim que eu saí do portão para a rua (não, minha gente, não sou do tipo supersticiosa louca). A aula, no final das contas, começou com a maré de, digamos, pouca sorte que assolou meu lindo dia de sol. Mas eu nem suspeitava disso... Pensei: "Foi só uma aula ruim".

Decidi ir almoçar. Chego ao local em questão, louca de vontade de fazer xixi e o gerente me diz: "Agora nós estamos com uma pequena fila de espera". Qual é?? Tudo bem, Cláudia, tudo bem... tu consegue segurar mais um pouco...

Depois de alguns minutos consegui um lugarzinho e um banheiro. Mas peraí, precisava fazer o pedido primeiro... O moço. Moço!!! Vixi, acho q não me viu... Ah, moça!! Hey young lady!! Aff! Assim me sinto rejeitada gente! Sério, parecia pegadinha. Tive que quase ajoelhar no chão (exageraaaada) pra um garçom parar de trovar com uns clientes xexelentos sobre a quantidade de mesas do restaurante... eta papinho xumbrega... E eu praticamente me urinando nas calças e com uma fome proeminente e eles discutindo a morte da bezerra...

Até consegui almoçar e tudo mais, ma a duras penas. Até me cobrar pelo que eu não comi tentaram... E eu, bobalhona, ainda insisti em tentar comprar os presentes de natal... Jura que ia dar certo né? Correria a mil, pessoas andando desbaratadas pelas ruas, falta de produtos nas lojas, péssimo atendimento (os vendedores deviam ser parentes dos garçons, aqueles...), resumindo: nada de presentes.

Deixa pra lá... amanhã é outro dia. Acho bom eu comprar mais umas pimentinhas...




terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Quando me machuca...
Já não dói
O que isso significa?


terça-feira, 30 de novembro de 2010

Renúncia


Não se desespere não, amor

Nosso amor não tem cura

Ele é a cura para todo mal

É o que resta depois da festa,

É o que fica depois do beijo,

Depois do gozo, depois do banho

É desejo de vingança, outra dança

É o princípio do acaso infinito,

Do passado bem dito, futuro bem quisto

É nossa eterna infância, esperança

Pensa que pode ser e será

Sei que andou pensando em virar lembrança

Olhou e relutou com a aliança

"Será que me amas de leve

Ou me amas de monte?" - pensou

"Na dúvida, é melhor não amá-lo mais!"

"É isso! Devo esquecê-lo, enfim."

Quis porque quis desejar o fim

Quis porque quis perder a esperança,

Abrir mão da infância, sei lá

Tanto tentou, que cansou de tentar

Devo ser mesmo um sujeito despreparado

Falta o caminho, falta cuidado

Falta o teu corpo e o sutiã apertado

Falta mais aquele eu que mora afastado

Fui buscá-lo, mas não encontrei

Deixou um recado anotado

Com os garranchos pintados de azul

"Só volto se ela disser que fica.

Mas tem que ficar bem ficado,

Querer bem quisto, amar de monte,

Como eu quero, como eu amo."

E não se esqueça mais

Que nosso amor não tem cura

Ele é a cura para todo mal.

Na falta de talento e sensibilidade para escrever "estas coisas" tão tão... mais um post em que copio descaradamente um texto que me cativou...

Este retirei do blog Volúpia Casual. Fica a dica!!! ;)

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Ela quer sempre mais e mais

Ela quer que a alcances. Ela quer que a entendas. Ela quer que tu arrisques conhece-la. Ela quer que tu queiras conhecê-la. Ela quer que te importes. Ela quer sentir a suposta paixão. Ela quer que lutes. Ela quer sentir que é indispensável. Ela quer, ela precisa, de ser celebrada. Ela quer, ela anseia, por ti. Ela quer, ela necessita, de mais. Ela quer, ela quer, ela quer, ela quer, ELA QUER, sentir que foi a predilecta. Ela quer que a faças acordar do negrume. Ela exige que puxes por ela.



Eu quero, que tu entendas o que ela quer.

Texto retirado do blog Ecos Surdos





Kusudamas!!!

Pois é gente, entre trancos e barrancos ando eu... hehe!

Mas falando nas coisas boas... Ando totalmente apaixonada e (por que não dizer?) afixionada por kusudamas. Ando presenteando amigos queridos. Este móbile foi pra Nicoleta, irmãzinha do coração ^^


E este, para muita alegria da minha pessoa, é minha primeira encomenda!!!



Olha que bonitinha fica pendurada no teto. Momento: babando a minha criação...hsuahsuhaushua!


Boa semana!!!
\o/

Esperando que o Sol apareça...

domingo, 31 de outubro de 2010

BEP em POA???


 
Eu fuiiii! Amei!!! Superou todas as expectativas... Valeu muito!!!

"I gotta a feeling..."

Quem quer ver o finalzinho do show, é só clicar AQUI.

domingo, 10 de outubro de 2010

T. E. 2

Daí que eu assisti logo no final de semana de estreia o Tropa de Elite 2...

Sou suspeita pra falar.. eu acho... pq é beeem improvável que um filme protagonizado pelo Wagner Moura seja um filme ruim.... Pra quem assitiu o primeiro filme, vai ver menos sangue e tortura e vai ter a oportunidad de refletir sobre questões como corrupção, violência, tráfico de influência de forma bem mais ampla, sempre fugindo do maniqueísmo...

Filme bastante provocador e que não se propõe a achar um culpado, em apontar quem é o mocinho e quem é o bandido... Um dos melhores filmes que vi este ano.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

É tudo que eu quero...


"Você diz que quer diamantes num anel de ouro; Você diz que quer que sua história permaneça em segredo; Exceto todas as promessas que fizemos; Do berço à sepultura; Quando tudo o que eu quero é você; Você diz que me dará uma estrada deserta; Tesouro, apenas para olhar; Todas as riquezas na noite; Você disse que me dará olhos na ofuscação da lua; Um rio em tempos de seca; Um abrigo na tempestade; Todas as promessas que fizemos, do berço à sepultura; Quando tudo o que eu quero é você; Você diz que quer que seu amor dê certo; Durar comigo pela noite; Você diz que quer diamantes num anel de ouro; Que sua história permaneça em segredo; Que seu amor não se esfrie; Todas as promessas que quebramos, do berço à sepultura; Quando tudo o que eu quero é você."




quinta-feira, 2 de setembro de 2010

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Procurando uma capa...

Ando trocando o layout do blog compulsivamente... tá difícil encontrar algo com a minha cara... Oh indecisão!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Parece que ele disse...

Então que as mães dizem aos seus filhos: "Seja educado." "Seja gentil." "Diga obrigado(a)." Elas esperam que sejamos pessoas boas, que saibamos nos relacionar, que possamos seguir em frente de forma digna, correta, limpa...
Ok, mamá, mas quem disse que para sermos pessoas boas temos que aceitar tudo? Que para seguirmos em frente temos que deixar que pisem em nossas cabeças?
O que entendemos por vida digna e correta? Para mim, entre outras coisas, significa ter vontade de levantar da cama todas (ou quase toda, rsrs) as manhãs, ter gana de trabalhar, conseguir cuidar de mim mesma e ajudar a cuidar dos que amo... Muitas vezes isso fica difícil quando somos obrigados a conviver e tolerar pessoas que só fazem te deixar pra baixo, apontando suas fraquezas e nos desequilibrando...
O que posso fazer? Ficar parada, esperando que caia um piano na minha cabeça? I don't think so...
É nessas horas que entendo (finalmente entendo) sob certo aspecto o que Shakespeare quis dizer quando escreveu "preciso ser cruel para ser bom"...

Não se trata de uma crueldade "gratuita", que se baseia em uma necessidade de judiar, de vampirizar, de prejudicar a vida alheia... Me refiro à necessidade de romper uma certa passividade a qual nos acostumamos e nos convencemos tratar-se de "educação" ou "civilidade". Não espere de mim gentileza e docura como resposta ao cinismo e à falsidade. Atitudes medíocres merecem doses puras e cruéis de VeRDadE!!!!!!!!

domingo, 29 de agosto de 2010

sábado, 28 de agosto de 2010

Julieta ta ta...

Sou assumidamente admiradora da Julieta Venegas... essa semana me reencantei com a música "Me voy". Linda linda...


terça-feira, 24 de agosto de 2010

Só porque a Lu pediu

Oiii pessoas!

Acreditem se quiserem, mas a pessoa aqui  também se dedica a afazeres domésticos (pq é necessário :/ ). Às vezes, quase sempre, é necessário incorporar a Amélia e esquecer por alguns momentos que sou uma pseudofeminista, hehe... A grande maioria das coisas faço por obrigação, tipo, arrumar a cama, varrer, varrer, varrer, colocar a roupa na máquina, tirar a roupa do varal, jogar a roupa do varal e colocar em cima da cama e arrumar a cama de novo que ficou uma bagunça por causa das roupas que eu joguei em cima dela, tadinha...

Mas tem uuuuuuuuuma coisa que faço por prazer (na grande maioria das vezes), cozinhaaar \o/

Assim, não sou nenhuma Ofélia ou Ana Maria Braga... maaaas consigo bons resultados nas receitinhas simples. Adoro cozinhar pras pessoas que gosto.

Uma receita que faz sucesso, eu vivo divulgando e é impossível de errar é das panquecas que aprendi com minha mãe e que ela (espertalhuxa) aprendeu em um livrinho tudo de bom. E lá vai:

Para 24 panquecas pequenas...

  • 2 e 1/2 xícaras de farinha;
  • 1/2 colher (chá) de sal;
  • 2 ovos + 2 gemas (não me perguntem por que)
  • 2 colheres (chá) de azeite de oliva ou óleo;
  • 2 e 1/2 de leite
  • óleo para untar a frigideira
E agora o mais complexo:

Misture tudo no liquidificar, começando pelos ingredientes líquidos... Depois deixe descansando por, pelo menos, 30 minutos. Eu costumo deixar na geladeira... Mas tiro uns minutos antes de cozinhar para não dar aquele choque térmico na frigideira quente... Depois disso é só...


Depois tu coloca o recheio que preferir, quem sabe até um molhinho e queijo ralado por cima e "vualá"!!!!

Panquequitchas delicioooosas!!!
Não sei vcs, mas eu fiquei com foome, fica a dica!!
;-)

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

quinta-feira, 29 de julho de 2010

O certo é "AMÁ-LA" ou "AMAR-TE"?

Amar é...
O marido, ao chegar em casa no final da noite diz à mulher que já estava deitada:

- Querida, eu quero amá-la.

A mulher, que estava dormindo, com a voz embolada, responde:

- A mala... ah não sei onde está, não! Use a mochila que está no maleiro do quarto de visitas.

- Não é isso querida, hoje vou amar-te.

- Por mim, você pode ir até Júpiter, até Saturno e até à puta que p...., desde que me deixe dormir em paz...

Obs.: Recebi esta por email, autor desconhecido...


sexta-feira, 9 de julho de 2010

...

Cansada... Em busca de paz e equilíbrioooo...

quarta-feira, 16 de junho de 2010

As pedras - A saga (parte 1)

Então queridas criaturas que visitam este humilde blog...

Faz um bom tempo que ando reclamando (e como eu reclamo!!!) da escassez de tempo e assunto pra comentar aqui. Admito que assunto sempre tem. O problema, boa parte das vezes, é o ânimo e a pseudocriatividade da pessoa que vos escreve. O que vem a seguir é um relato verídico:

Era uma bela tarde de domingo, lá estava eu na comemoração do primeiro ano do meu afilhado. Festinha de família é sempre divertido, todo mundo rindo, clima relax, comidinhas deliciosas... Depois de devorar algumas empadinhas e negrinhos, sinto uma indisposição... o bolo já nem me anima mais... Que milagre, logo eu (formiga atômica) não consegui dar conta de uma fatiazinha de bolo... "Devo ter exagerado na comilança", logo penso. Peço pra ir pra casa mais cedo.
Durante a ida pra casa, a cada quebra mola e irregularidade no asfalto, sinto uma dor terrível no estômago. Parecia que tinha uma bola de boliche dentro da minha barriga. Maldita bola!!!! Ela apertava as minhas pobres tripinhas...

Uma vez em casa, pensei que não haveria de ser nada... Uma boa noite de sono e um chazinho de mãe resolveria...

(Parênteses) Há cerca de 6 meses vinha sofrendo com estas crises: dores abdominais e vômitos... Me dirigia a um consultório médicos e tudo o que os caras de jaleco branco me diziam era que deveria ser de "fundo emocional"...
- Mas doutor, não é melhor fazer algum exame pra ver se está tudo bem?
- Não precisa não... Toma Plasil, Buscopan e Paracetamol e pode ir trabalhar!
- :-/

Voltando... a noite de sono tranquila não ocorreu... Além da dor que não permitia que eu me virasse na cama, ficava correndo da cama pro banheiro e do banheio pra cama... Em alguma horas tinha esvaziado completamente meu estômago...

Logo pela manhã me dirigi ao médico e praticamente exigi daquele velho exames decentes pra descobrir o que estava acontecendo comigo. A dor só ia aumentando e a cada lugar que eu entrava vinha uma criatura e apertava me corpinho justamente no lugar que estava latejando de tanta dor... Na hora eu pensava "FILHO DA P....!", mas respirava fundo e aguentava mais um pouco.

No final do dia,  finalmente uma resposta: eu estava pedras na vesícula e algumas delas migraram para o colédoco. O que é colédoco? Eu também não sabia, mas dói pra caraaamba, tche!

O pior é ter que ouvir do médico: "Ahhhh, então é por isso que ela estava com tanta dor..."

Sério, gente, precisa de diploma pra isso?

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Em tratamento

Pessoas... esta última semana foi muito louca e as coisas ainda continuam meio estranhas. Enquanto não arranjo tempo pra contar com a devida dedicação os últimos acontecimentos, posto um clipezinho. Este me ajuda a extravasar a raiva e a frustração... Boa semana!!!

quinta-feira, 3 de junho de 2010

So tired of being here...



Ando cansada... Não se trata de um cansaço 'normal', daqueles que se curam com um feriadinho no meio da semana ou com uma belo final de semana. Ando cansada da vida... É como dizem, o que se leva desta vida é a vida é que se leva... Pois bem, com meus recém completos 24 anos de vida me sinto uma jovem amargurada. Pode parecer cômico ou exagero, eu sei...
Mas ando cansada de ter que fingir estar satisfeita, animada, alegre... Cansada de ter que tentar suprir expectativas alheias e deixar meus objetivos, ideias e desejos de lado. Farta de cruzar diariamente com pessoas sem rosto.
Ouço vozes que não transmitem mensagem alguma...
Caminhando não sei pra onde, digo aos que estão surdos: não, eu não estou feliz!

domingo, 30 de maio de 2010

Quero bolo!


Ao contrário do que ocorria na minha infância, hoje torço pra meu aniversário passar rapidamento... quase indolor. Desta vez, nada de bolo.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

É o fim dos tempos!!!!

Fica difícil ter fé em qualquer coisa quando se vê um criança de 2 anos fumando. Quando vi a foto não levei a informação a sério. Sim... O absurdo é tão grande que parece pegadinha de internet, mas não é! Clique aqui e veja...

terça-feira, 6 de abril de 2010

Curiosa...

Pois é minha gente... Peço desculpas pela falta de criatividade dos últimos tempos. Na falta de ideias, vou postando vídeos mesmo...

Deixando meu desânimo (ou seria preguiça mesmo?) de lado, tenho que comentar que tô mega curiosa em relação ao filme do Chico xavier. Isto é, para mim é óbvio que a história dele é muito rica. Tenho um medinho de que tenham simplificado demais ou deixado de citar partes importantes como aconteceu em outras biografias lançadas no cinema ultimamente... Agora é esperar pra ver.



segunda-feira, 5 de abril de 2010

terça-feira, 30 de março de 2010

domingo, 28 de março de 2010

Eu? Não!

Na casa de algum parente, comendo um bolo de chocolate, comento:
-Parece que tô sentindo melhor o sabor dos alimentos.
E o tal parente:
-Tu deve estar grávida!
-???
-x-
No trabalho, peço um remédio pra dor e me perguntam:
- Pra quê tu quer isso?
- É que eu tô com uma dor no siático...
-Isso ta parecendo gravidez.
-x-
Outro dia, novamente no trabalho, a mesma pessoa pergunta:
-O enjôo passou?
-Ai... mais ou menos...
- E a barriga, já tá crescendo?
- Aff!
-x-
No médico, usando uma bata, tenho que escutá-lo dizendo:
- Humm, é melhor eu pedir um HCG também.
E eu só consigo pensar:
- Filho da mãe!
-x-
Pelo amor de Deus, quantas vezes vou ter que dizer: NÃo, eu NÃO estou grávidaaaa!

sábado, 27 de março de 2010

Cover

Pra quem gosta de acústico e de pop... Confiram...

segunda-feira, 22 de março de 2010

terça-feira, 16 de março de 2010

quinta-feira, 4 de março de 2010

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Até que enfim!

Gente, não é querer desanimar mas o carnaval passou, o horário de verão chegou ao fim e o ano, finalmente, começou. A idéia me agrada bastante, sabe... Não gosto deste período em que o ano fica "vegetando", sei lá... Parece q nada de bom acontece... Agora sim, aconteçam!!!!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

E no carnaval...

Posto que não curto a folia carnavalesca, tô tentando descansar e esperar a chegada de pessoas queridas. Enquanto espero, fico aqui treinando minhas dobras... Esse já tem destino certo! Bom feriado gente! ^^


sábado, 6 de fevereiro de 2010

Trilha sonora

Música pra embalar a minha alegria melancólica...

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Moer moer moer moer...

Umas perguntinhas... O qq tá dobrando à esquerda, esquerda, esquerda...? É moer ou morrer? Alguém encara um show desses japas?

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

No sé qué hacer conmigo

Letra interessante, clipe original... Gostei!

Já fui obrigada a ir a missa, já toquei piano “para Elisa”

Já aprendi a fingir meu sorriso, já caminhei pela cornija

troquei de lugar minha cama, já fiz comédia e já fiz drama

Já fui honesto e já fui desonesto, já me passei por bom e já tive má fama.

Já fui ético e já fui lúbrico, já fui cético e fanático

Já fui abúlico, fui metódico, já fui impudico e fui caótico

li Artur Conan Doyle, já me passei de gasolina a gás óleo

Já li Breton, e Moliere, já dormi em colchão e em estrado

Já troquei a cor do cabelo, já estive contra e já estive a favor

O que me dava prazer agora me dá dor

Já estive do outro lado no balcão

escuto voz que me fala sem razão

“Você sempre trocando, já não trocará mais”

E eu estou cada vez mais igual

E já não sei o que fazer comigo

Já me afoguei em um vaso de água, e plantei café me Nicarágua

Já fui tentar a sorte nos EUA, já joguei roleta russa

Já acreditei nos marcianos, já fui ovo lacto vegetariano

São, fui quieto e fui sedutor, já estive tranqüilo e já estive em prantos

Já fiz curso de mitologia, mas os deuses riam de mim

Ourivesaria passei raspando, e ritmologia, aqui estou aplicando

Já provei, já fumei, já tomei, já deixei, já assinei, já viajei, já peguei

Já sofri, já iludi, já fugi, já assumi, já fui, já voltei, já fingi, já menti

E entre tantas falsidades, muitas das minhas mentiras já são verdades

Fiz fácil adversidades, e me compliquei nas ninharias

Use somebody \o/

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Daí que eu acordei hoje

Então, daí que eu saí (ou caí...) da cama sem querer tomar nenhum remédio. Olhei ao redor, uma correria. Tava ainda meio zonza quando o zum zum zum começou a diminuir, até que finalmente cessou. Ufff...

A casa é minha! E agora, o que fazer? Vou esquentar o café!

Olho pra mesinha do computador pra ver se me animo a dar uma estudada, mas ela mais parece uma estante de Loja de R$1,99: caneca, lenço, creme hidratante, tesoura, carregador, óculos, papel higiêncio, controle remoto, remédios (olha eles ali...), revistas velhas, vela, cds, entre outras tralharias... É uma barbaridade! Que vontade de comprar um porta-lápis... Não, não, vou alugar o milionésimo DVD do Lost. Hummm, preguiça...

Tô é zonza, isso sim! Mas com muita vontade de fazer uma coisa que não sei o que é. Escrevo no blog e descubro que não era isso que eu queria... Putz, meu café esfriou. Vou é dormir de novo. Essa sensação esquisita deve ser algum efeito colateral das FÉRIAS!!!



terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Antes...?


Titãs - "Antes de você"

Antes...não pensava em você

Agora...tudo é uma lembrança sua

Nunca...me preocupei com você

Hoje...já não faço outra coisa


Não saio mais pra passear

Só quero ir aonde você está

O livro não é bom, não quero ouvir um som

Não acho nada na T.V.


Não me lembro como eu era antes de você

Não me lembro como eu era antes de você


Não penso em sair pra passear

Só quero ir aonde você está

Com amigos não falo

Não volto ao trabalho

Como pude me esquecer?


Não me lembro como eu era antes de você

Não me lembro como eu era antes de você...


Não tenho fome

Não quero beber

Quero saber se vocêdorme

Tudo passa, a noite deve passar também

Não me lembro como eu era antes de você

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

2010 lá vamos nós!

As típicas promessas de ano novo:
  • Arrumar um emprego melhor;
  • Me dedicar mais a coisas que me dão prazer;
  • Agir mais e sofrer menos;
  • Emagrecer (essa é clássica, hehe!)

Por enquanto são essas...